Fundo da ONU seleciona iniciativas pelo fim da violência contra mulheres

Estão abertas as inscrições, até o dia 04 de maio, para a 20ª edição de seleção de projetos do Fundo Fiduciário das Nações Unidas de Apoio a Ações pelo Fim da Violência contra as Mulheres. A iniciativa visa apoiar programas voltados aos direitos das mulheres, fortalecimento de liderança das mulheres e organizações de pequeno porte, entre elas as de juventude, e aquelas em condições de atender mulheres e meninas em comunidades.

Serão financiados projetos de 50 mil dólares até 1 milhão de dólares, com prazo de desenvolvimento de iniciativas no período de dois a três anos.

Poderão concorrer ao edital organizações da sociedade civil e governos que atendam a três questões centrais do edital: 1) atue em uma das três áreas programáticas definidas na estratégia do Fundo 2015-2020; 2) tenha como tema central a eliminação da violência contra as mulheres e meninas no contexto atual de crise de pessoas refugiadas; 3) esteja inserido na categoria “Unicamente com convite”.

Em relação às áreas programáticas, o Fundo ressalta que elas foram definidas para proteger os direitos humanos e promover a igualdade de gênero no contexto dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e com todos os demais compromissos internacionais vigentes dirigidos a eliminar todas as formas de violência contra as mulheres.

Desta forma, as áreas são: a) melhorar o acesso das mulheres e meninas aos serviços multisetoriais essenciais, seguros e adequados para atender e eliminar a violência contra as mulheres; 2) aumento da eficiência da legislação, das políticas, dos planos de ação nacionais e os sistemas de redução de contas para previnir e eliminar a violência; 3) melhorar a prevenção da violência contra as mulheres e meninas por meio de troca de conhecimentos e práticas.

É importante também que as instituições proponentes tenham, no mínimo, 50% de mulheres em posição de liderança e leve em consideração a composição de gênero entre os níveis de gestão, direção e conselho da requerente. Além disso, devem ter em seus quadros grupos discriminados, a exemplo de mulheres e jovens com deficiência, representações étnico-raciais, indígenas, LGBT, refugiados e pessoas deslocadas e idosas.

O regulamento pode ser acessado aqui e as inscrições devem ser feitas pelo site (em inglês, espanhol ou francês).

Fonte: Gife

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: